VENTO

526612_262803300520204_319917230_n

Vento…leve embora a saudade que tenho dele, tira de mim todo ele que jaz entranhado no meu âmago tão profundo que sinto que ele e eu já não somos dois, somo um só.

Sinto frio….ele é tão docemente maior que eu que quando se vai me deixa de morada tudo que há de gélido e eu sinto o sangue resfriar, sinto que cada parede desse castelo caem gotas de gelo e vida que pulsa  já não há.

Meu coração… insiste em bater tão desacelerado que pula os segundos de propósito e me faz doer… uma dor intensa  e infinita.

Meus olhos….insistem em te procurar dentro de mim, o único lugar que posso te encontrar, pois você se foi sem olhar pra trás retomou pro seu caminho calcanhares firmes a pisar resoluto.

Minha boca…. a pronunciar seu nome calada, ninguém pode me ouvir mas aqui dentro há uma voz que grita louca e desesperada, a sonhar com vidas que nunca foram um calor que nunca senti.

Saudades da sua boca, do seu beijo, dos seus braços, dos seus olhos, saudades do que nunca  foi.

Saudade da sua voz absoluta , rica, versátil, oponente e fazes o que quer com ela me proferes palavras de amor e me amaldiçoa um segundo depois .

Quem pode controlar essa voz? Mas eu a amo…amo quando ela chora….amo até quando ela me briga e chora tudo junto em confusão, amo os momentos que ela não é nada mais que um grito em lágrimas porque nesse momento sinto que há algo de mim aí dentro do seu peito e que explode pelas suas cordas vocais antes que você forte como é seja capaz de pegá-la e num segundo ela já explodiu pela sua garganta isso é você em erupção.

Eu enlouqueço….Meus pensamentos  viajam  se transportam , te procuro  a todo momento  em mim porque és tão “meu” e tão “eu” que arrisco dizer que vejo seus olhos no espelho quando olho pros meus, vejo sua boca a versão masculina da minha, os mesmos dentes  as mesmas  cores no vestir, o mesmo ciúme, o mesmo em muitas coisas.

És  loucura constante, amor pulsante em mim …..chegaste sem eu perceber e se alojou em meu ser me fez sorrir, me fez chorar, me fez poeta, me fez mulher ,me fez louca.

Vento leve embora essa dor que não passa que não me deixa, ela me viu se apossou fez morada e se recusa a ir.

Perco as razões, perco os porquês remoendo textos tão decididos , palavras que não saem da minha mente formam um redemoinho a cuspir na minha cara a realidade, NÃO SE ENGANE AMIGA…. NÃO ME ENGANAREI…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s