ESCREVO

Ainda escrevo…

E talvez passe um longo tempo até que eu possa deixar de fazê-lo, porque o sentimento é maior que o poder que tenho sobre minhas mãos  a escrita me engana  e me apresenta  ao mundo.

Passo meus dias a procurar uma forma de preencher o buraco que você deixou e ele parece insaciável.

Hoje acompanho passos de pessoas de certa forma desconhecidas, pessoas que não tem nada incomum comigo como tínhamos  eu e você, mas penso que minha realidade hoje é outra vivo em solidão e a vida encarregou-se de trazê-las aqui; os papos não são de longe como os nossos, mas foi o que me restou depois que eu sobrei na sua vida já a algum tempo  antes do fim.

Estou tentando por as coisas em ordem dentro de mim e arrumar a bagunça que ficou, sabe não te culpo de nada e nem posso dizer que você me abandonou porque continua de certa forma presente.

Talvez pense que te ignoro, mas a verdade é que não sei como responder-te quando me perguntas, tampouco sei como surgir pela manha desejando-lhe um maravilhoso dia, e não peço perdão por isso…

Sinto muito a sua falta e não sei como lidar, não quero ser mais a mulher louca apaixonada tórrida por você, ainda o sou, mas você não precisa saber disso; uma pena porque sempre foi meu amigo com quem eu contava tudo e agora esse meu lado já não posso mais lhe abrir, irônico porque és justamente a pessoa a quem doei meus sentimentos e hoje vejo-me a falar-lhe e esconder com a outra mão  o  que trago guardado.

Me faz falta dizer que te amo e que sinto sua falta, me faz falta chamar-lhe pelos apelidos carinhosos que sempre usei,  eu não tenho mais esse direito e me custa entender onde esta a linha que delimita hoje o que posso com você e por isso me escondo.

Sinto vergonha do que escrevo e do que sou  …não quero que me descubra  assim tão imatura e frágil, não sou e nunca fui a mulher forte e independente que sempre pensou.

Me escondo e te procuro incessantemente e vejo que tudo isso é em vão porque estás feliz aonde quer que esteja , nos braços de outro alguém a rir a cada minuto, de consciência e alma lavada, decisão tomada e tocando a vida , aqui estou a tentar seguir mentindo pra mim mesma, procurando justificativas e desculpas e motivos pra continuar.

Procuro pelas coisas que sempre gostei de fazer, ler, ouvir música, escrever, correr, tocar …a verdade é que em todas elas há algo que falta ….falta você.

Eu poderia te dar muitos motivos pra voltar mas não acho que queira ouvi-los , então dou a mim mesma motivos pra lhe esquecer e mais que isso motivos pra sorrir e motivos pra seguir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s